domingo, 6 de julho de 2014

#Cartas de Amor ou Cartas Para Um Amor?


Será que é isso mesmo que entendi? Até fiz uma"enquete"aqui em casa, algumas dúvidas surgiram talvez porque seja bem complexo e é preciso lê nas "entrelinhas", nem todos conseguem lê o significado ao ponto de compreendê-lo de forma não tão explicita na frase,texto ou fala. E aí surgi alguns conflitos, más interpretações por não conseguirem entender o sentido real do que se quer falar porque é algo bem subentendido.
Até se explicar leva um tempinho!
Os tempos foram passando e fomos deixando de lado o ato simples de escrever uma carta, achávamos, penso eu, que a tecnologia poderia aproximar as pessoas mas percebo que as relações ficaram mais superficiais. A tecnologia é uma bênção, mas deve ser utilizada de forma racional. Fico espantada com a dependência que a juventude e não só elas, tem hoje desses aparelhos. Parece que muitos não conseguem viver um minuto sequer sem estar grudados no telefone, teclando. A comunicação virtual substituiu a comunicação pessoal. O diálogo está morrendo dentro de casa e na rua. Chega-se num restaurante e um grupo pessoas à mesa não se olha nos olhos nem conversa; todos estão de olhos grudados no telefone multifuncional.
Uma coisa é fato, pelo menos de acordo com o que acredito ou penso: carta de amor não se deve enviar por email porque sou "ainda" do tempo do papel, de escrever uma carta e  ir até o correio para enviá-la. Mas, em último caso vai o email!
Tudo isso me fez lembrar de uma Carta de Amor que recebi que nunca mais esqueci,tenho guardada numa caixinha até hoje. Estudava em um  seminário e o sistema era de internato, lá morei quatro anos da minha vida "num outro dia falo desses quatro anos" e num belo dia ao descer as escadarias fui logo vê se havia alguma correspondência para mim,como de costume. Ficávamos sempre a espera e até a hora que chegava.
Era uma  Carta de Amor da minha mãe, ela não sabia, como ainda não sabe escrever com tanta facilidade assim, se é que podem entender. Então, pediu para uma vizinha fazer essa gentileza e que gentileza. É outra cartinha que está na minha caixinha de recordação e guardo com muito zelo, de todas as cartas que já recebi, para  essa "não há palavras no dicionário que eu possa descrevê-la".
Porque Carta de Amor de mãe não há coração que resista, disse coisas que talvez não teria coragem de dizer pessoalmente, a partir daquela carta muita coisa começou a mudar em mim porque não me resta dúvidas que as palavras foram ditas com amor e no momento oportuno.
Agora Cartas de Amor ou Cartas Para Um Amor? Ao meu vê não existe diferença, desde que as palavras sejam escritas com amor e para um amor, ninguém vai "perder" tempo escrevendo qualquer coisa para qualquer um, é o que penso! 
Apesar que a gente vivi num mundo onde nada mais pode nos assustar, já vi e li cada coisa escrita mas, não vamos nos restringir a isso.



Seria tão bom se pudêssemos voltar ao tempo!
Sinto falta!
Cartas de Amor ou Cartas Para Um Amor é o que mais tenho na minha caixinha, nessa semana que passou reservei um tempinho para lê as cartinhas que recebia do meu esposo e as que eu enviava para ele. Que sensação indescritível por saber que todo aquele sentimento escrito numa folha de papel faz parte da nossa vida, vivemos aquilo que escrevemos há alguns anos.
Não importa. O que desejo é que resgatemos essa beleza e essa alegria que podemos causar no outro e em nós também por que a sensação de saber se a pessoa recebeu nos deixa daquele jeito "rsrs"
Quem assistiu ao filme " Cartas para Julieta"? 

                        

Não esperemos o tempo passar para nos arrepender das palavras que não foram ditas e termos que ir em algum lugar para relembrar a pessoa e termos que deixarmos algo por escrito ou até mesmo falar, mesmo na ausência "comum nos cemitérios"...enquanto há tempo, escreva por que muito tempo deixei de escrever algo para alguém e também não falei...passou o tempo!
A dor é pior que o tempo que deixamos passar!
Fico até assustada comigo ás vezes, porque não quero deixar nada em branco na minha vida e  nada vai me custar mais caro que um envelope, uma folha de papel, tinta da caneta que usei, custo no correio,...outras eventualidades. 
O tempo é mais caro!
A dor tem que ser rara!
Vi esse projeto no FACEBOOK e acredito que pode ser uma iniciativa,um ponta pé para começarmos a colocar em prática, sem gastos,claro!
Se puderem dê uma olhadinha, quem sabe se inspira e mande #Cartas de Amor  = Cartas Para Um Amor que não tem nada de diferente!

Faça as pazes com quem não dá o braço a torcer!!!










Não faça isso com você!!




2 comentários:

✿ chica disse...

Um projeto lindo esse e cartas de amor podem ser de mães pra filhos, de filhos pra mães., de avós, de marido, de noivo, enfim, de AMOR... E as palavras do Alexandre em seus quadrinhos falam muito bem de amor! beijos,linda semana,chica

Allê Monteiro disse...

Oi Chica?
É o que precisamos resgatar, enquanto há tempo!
Estou aqui com os envelopes e o caderno prontos para começar!
Obrigada pelo apoio!!
Abençoada semana!
Bjssssss
Allê