quarta-feira, 23 de setembro de 2015

{Primavera}

{Primavera}
#23 de Setembro

Hoje indo para a escola fui aproveitando cada momento para tirar fotos das flores que via na calçada, jardim, praça,...fiz algo diferente que nunca havia feito antes e tão pouco pensava em fazer, uma ideia que surgiu e me encantei.Percebi que há mais pessoas que gostam de flores do que ao contrário, algo que me deixou feliz!
Eu amo flores!
Desejo tê-las em vida para que eu possa me encantar com as cores, aroma,...quero flores em vida!

















Feliz primavera para todos!!
Muitas flores no coração,...!!!

Allê Monteiro


terça-feira, 22 de setembro de 2015

E quando ela chegar!

{Primavera}

#2015
Cecília Meireles




A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.

Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.

Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.




Texto extraído do livro "Cecília Meireles - Obra em Prosa - Volume 1", Editora Nova Fronteira - Rio de Janeiro, 1998, pág. 366.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

O LAÇO E O ABRAÇO

O LAÇO E O ABRAÇO 

Mário Quintana


Meu Deus! Como é engraçado! 
Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... uma fita dando
voltas. Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e
pronto: está dado o laço. É assim que é o abraço: coração com
coração, tudo isso cercado de braço. É assim que é o laço: um
abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o
faço. 
E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando...
devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço. 
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido. 
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço. 
Ah! Então, é assim o amor, a amizade. 
Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita. Enrosca, segura um
pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as
duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de
amizade. 
E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços. E saem
as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum
pedaço. Então o amor e a amizade são isso... 
Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam. 
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!




___________________________________________________________

Já li esse poema em um outro momento e fiquei encantada, Mário Quintana como sempre toca o coração da gente com as palavras em forma de poesia.
Se eu amo um laço?
Muito!!! 
Elegante, chique, delicado,...para ficar belo tem que fazer com capricho e cuidado. Para ficar bem feito tem que fazer várias vezes, até pegar prática pelo menos comigo é assim.
É como um abraço!
Nem todos sabem abraçar!
Nem todos querem um abraço!
Soa estranho isso!
Eu?
Eu amo um abraço, assim como amo um laço!
Um livro que não esqueço e sempre leio para os meus alunos é:"Menina bonita do laço de fita"!
Encantadora a história como um laço e um abraço!
Então aqui vai uma foto de um abraço bonito como um laço!
Eu e o meu amor!
Um abraço quer dizer muita coisa...



domingo, 13 de setembro de 2015

{Eu não sou forte como todos pensam ou esperam}

                               {Eu não sou forte como todos pensam ou esperam}
#Parte-1

Para alguns é assustador saber que uma esposa de pastor declarou isso, imagina então num blog, rede social e, ? Tudo porque pintaram a imagem da esposa do pastor como  "A Mulher Maravilha" eu já não me importo com isso, com o que pensam sobre  mim, por que sempre  pensarão algo contrário do que realmente sou. E hoje vejo uma postagem no facebook sobre esse livro, comecei a procurá-lo por aqui pela net buscando um resumo ou até mesmo para comprá-lo. Li pouco mas, o suficiente para aliviar a alma.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Jerry Bridges. Confiando em Deus mesmo quando a vida nos golpeia, aflige e fere

Jerry Bridges explora a questão do sofrimento em Confiando em Deus Mesmo Quando a Vida nos Golpeia, Aflige e Fere. Ele diz que há três verdades sobre Deus que devemos ter em mente quando enfrentamos tempos de sofrimento:
Na arena da adversidade, as Escrituras nos ensinam três verdades essenciais sobre Deus; verdades que precisam crer se desejamos a confiar nEle em meio à adversidade. São elas:
  • Deus é completamente soberano.
  • Deus é infinito em sabedoria.
  • Deus é perfeito em amor.
Certa pessoa expressou essas três verdades e como elas se relacionam conosco da seguinte maneira: “Deus, em Seu amor, sempre deseja o que é melhor para nós. Em Sua sabedoria, Ele sempre sabe o que é melhor, e em Sua soberania Ele tem o poder de fazer isso acontecer”. (23, 24)
O restante do livro segue esse esboço, olhando para a Bíblia para expandir em cada um desses pontos, explorando como todos eles se encaixam em um único conjunto e lidando com as objeções e equívocos. Aqui estão alguns trechos:
Deus é soberano
Deus jamais busca a Sua glória à custa do bem do Seu povo, nem busca o nosso bem à custa de Sua glória. Ele projetou Seu propósito eterno de forma que a Sua glória e nosso bem estejam inseparavelmente unidos. (30)
Porém aquilo que deve distinguir o sofrimento dos crentes do sofrimento dos descrentes é a confiança de que nosso sofrimento está sob o controle de um Deus todo-poderoso e totalmente amoroso; nosso sofrimento tem significado e propósito no plano eterno de Deus, e Ele traz ou permite que aconteça em nossa vida apenas aquilo que é para a Sua glória e para o nosso bem. (39)
Não sabemos por que Deus permitiu que os inimigos de seu povo prevalecessem num momento e os refreou em outro. Já é suficiente saber que Deus é capaz e refreia os atos nocivos dos outros contra nós quando essa é a Sua vontade soberana. Além disso, Deus, em Sua infinita bondade e amor, em última análise, planeja o bem a partir daqueles atos nocivos. (76)
Deus julga as pessoas pelos mesmos pecados que Ele usa para executar Seus propósitos. Essa verdade é ensinada em textos como Isaías 10.5-16. (81)
Daniel percebeu que a soberania de Deus e a promessa dEle tencionavam estimulá-lo à oração. Porque Deus é soberano, Ele é capaz de responder. Porque Deus é fiel às Suas promessas, Ele responderá. […] Porém, o conhecimento de que Deus é soberano tem o propósito de ser um encorajamento para orarmos, e não uma desculpa para cairmos num fatalismo piedoso. (109, 127)
Deus é sábio
Deus sabe exatamente o que deseja que nos tornemos quais circunstâncias, tanto boas quanto ruins, são necessárias para produzir esse resultado em nossas vida. (143)
Ele sabe infalivelmente, por meio de Sua sabedoria infinita, qual a melhor combinação de circunstâncias boas e ruins que trará à nossa vida, para que cada vez mais partilhemos de Sua santidade. Na receita de nossa vida Ele jamais exagera no tempero das adversidades. A mistura de adversidade e bênção é sempre exatamente o que precisamos. (144)
Deus é amoroso
“A soberania de Deus está sempre demonstrada para com o Seu povo em sabedoria e amor. Eis a diferença entre a soberania de Deus e a soberania do homem. Tememos a soberania do homem, pois não temos a segurança de que ela será exercida com misericórdia, ou mesmo a justiça; nos alegramos na soberania de Deus, pois temos a certeza de que ela é sempre exercida para o bem de Seu povo.” -Alexander Carson (174)
Se quisermos confiar no amor de Deus, precisamos armazenar em nosso coração as grandes verdades que lemos neste capítulo – o amor de Deus no calvário, nossa união com Cristo e a soberania do amor de Deus exercida em nosso favor. (175)
Confiar em Deus em meio ao nosso sofrimento não é fácil porque nós ainda não podemos ver a imagem completa do que Deus está fazendo, e ter a perspectiva de Deus pode ser muito difícil para nós. Portanto, é nestes momentos de muita emoção que precisamos nos apoiar com firmeza naquilo que a Bíblia nos revela sobre quem é Deus e orar para que Deus nos dê a capacidade de depender dEle e confiar nEle sem amargura.
Como Bridges diz através desta citação de Margaret Clarkson, “… nós decidimos crer na imensa bondade, providência e soberania de Deus, e nos recusamos a desistir, não importando o que possa ou como possamos nos sentir”. (237)
Original da resenha: Trusting God
Fonte: Stand to Reason
————————
Ficha Técnica
Autor: Jerry Bridges
Título:  Confiando em Deus mesmo quando a vida nos golpeia, aflige e fere
Título original:  Trusting God: even when life hurts
EditoraNutra
Páginas: 263
Data de publicação: 2013
Jerry Bridges é um renomado escritor, autor de vários livro ente os quais A Busca da SantidadeGraça que Transforma e Exercita-te na Piedade. É um palestrante mundialmente conhecido e faz parte da equipe ministerial de The Navigators.
AQUI                                 
                                             

sábado, 12 de setembro de 2015

Meu Cantinho

#Casa {sonho número 1}

Não me diga que vocês nunca ficaram pensando, pensando, pensando,...em como seria a casinha própria de vocês?
Pois é, penso nela todos os dias e confesso que já mudei de ideia várias vezes menos um detalhe bem pequeno...rsrsrs
Sempre desejei que a minha casa fosse de piso queimado mas, sempre escuto quando falo isso: Piso queimado? Tem certeza?Ahhhhh!!!!E a resposta sempre é a mesma, como tenho certeza!
Vocês podem conferir AQUI


     Pisos com cimento queimado

Conheça nossa seleção com 50 fotos de ambientes com piso de cimento queimado para você se inspirar.


imagem (50)


ou




Animadíssima!!!





quinta-feira, 10 de setembro de 2015

O que importa é como você se vê!

O que importa é como você se vê!



É uma pena que não são todos os dias que pensamos assim.
Analisando bem, ás vezes me pego um pouco preocupada com o que o outro pensa a meu respeito como se isso fosse mudar alguma coisa da minha vida...rsrs. Ainda bem que não chega a minutos por que não sei o que faria, teria que viver o tempo inteiro me policiando para agradar a todos mesmo assim outros não se agradariam. Que tolice...rsrsrs








segunda-feira, 7 de setembro de 2015

O amor do Pequeno Príncipe


                         O amor do Pequeno Príncipe




Tudo o que  engloba a história do Pequeno Príncipe me deixa super encantada, sem muito até o que dizer.
Eu tenho uma edição super antiga do livro e amo, adoro olhar as gravuras e ler minhas citações favoritas.
Este tema é o que mais gosto para qualquer situação ou idade...confesso, que ainda vou fazer a festinha do meu aniversário com a decoração toda do Pequeno Príncipe,kkkkkk!!!
Vejam, eu não tenho nada temático do Pequeno Príncipe aqui em casa e não sei a razão de não ter nada.
A delicadeza do principezinho, a beleza da rosa e do seu estrelado me deixam ainda mais apaixonada do que já sou.


Acima a livraria linda em Provence, na França.
E como não custa nada sonhar, vejam que lindo o que encontrei nas minhas buscas e vi cada coisinha mais linda que a outra!!!




Frases: O Pequeno Príncipe (Só algumas)














domingo, 6 de setembro de 2015

{07 de Setembro} - 2015

{07 de Setembro} - 2015

Como cidadãos brasileiros o que  gostaríamos de desejar para o nosso  Brasil?Ou melhor ainda, o que temos para festejar e oferecer?
Tenho algo a dizer para o nosso povo?
Com que olhos eu olho para o nosso Brasil?  
Essa é a consciência que tenho!
Faço a minha parte e embora muitos possam pensar que é pouco diante de tudo o que anda acontecendo por aí, acredito que o que faço pode causar e fazer diferença sim!


Que há muitas coisas para serem feitas, isso é um fato real que está estampado e que  esconder impossível, Mas, só conheço esse país na minha vida, possa ser que no futuro conheça outros e dizer que tomará o 1º lugar no meu coração, jamais.
É hora de olhar com os olhos da fé, esperança, ânimo, amor, persistência, insistência,...acreditando que Tudo Passa. 
É isso que cantamos no hino!
É hora de colocar em prática!
Hino á bandeira Nacional

Salve lindo pendão da esperança!
Salve símbolo augusto da paz!
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz.

Recebe o afeto que se encerra
em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas,
E o esplendor do Cruzeiro do Sul.

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

Contemplando o teu vulto sagrado,
Compreendemos o nosso dever,
E o Brasil por seus filhos amado,
poderoso e feliz há de ser!

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

Sobre a imensa Nação Brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre sagrada bandeira
Pavilhão da justiça e do amor!

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!


(fonte: Portal do Governo Brasileiro)



Bandeira do Brasil

E o hino da Independência?
Quem ainda consegue se lembrar da letra ou melodia?
Tudo está se inovando mas, como educadora que sou e comprometida com o ensino não dá para deixar que toda nossa história caia no esquecimento, que seja algo banalizado!

Hino da Independência

Já podeis, da Pátria filhos,
Ver contente a mãe gentil;
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil...
Houve mão mais poderosa:
Zombou deles o Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil;
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns, ó brasileiro,
Já, com garbo varonil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.


(fonte: Portal do Governo Brasileiro)

Link: http://www.vagalume.com.br/hinos/hino-da-independencia.html#ixzz3l1Ku7Fcx

Meu sincero apelo!
Não vamos desistir do nosso Brasil, há uma esperança no olhar de cada criança!





Allê Monteiro

#AconteceunoMundo

"Chamamos de irmãos e tratamos como estranhos." 
By Allê Monteiro


Um texto... um verdadeiro derramar-se em prol dos injustiçados, de um mundo sujo... uma crise sem precedentes, onde o desamor e a desumanidade impera... Até quando, meu Deus contemplaremos, carnes indefesas sendo alvo de canibais engomadinhos?
___________________________________________
Desde a Segunda Guerra Mundial não se viu nada igual... Mais de 500 mil pessoas tentam ir para a Europa! Muitos morrem no caminho; seja na terra, seja na água; seja velho, seja novo... Só há desgosto! Só desumanidade, mundo COVARDE!

E agora Europa? Manipularam o FMI; transformaram-no em um banco sem trégua aos infelizes do terceiro mundo! E a ONU? "Pau mandado", não está nem aí! Fomos expropriados... Eles dizem: coitados! Exportamos todo o nosso escasso Capital, e agora?
Como não há mais dinheiro em nossos lares, em nossos países, nos exportamos; exportamos a nossa carne humana em troca daquele lucro fácil, do bem estar de seus dirigentes, sempre tão decentes... E agora Europa? Como ficarão os seus sistemas de saúde? Suas políticas Sociais? Como ficarão as suas aposentadorias infladas destas "hordas descabidas"? Onde está a "fraternidade civilizatória"? Onde está a propagada "Cidadania"? Era só retórica?
Lhes tenho desprezo profundo, são vocês de outro mundo! Que mundo? Este mundo imundo, que vocês forjaram, que vocês tomaram, que compraram e não pagaram... Pior! Mataram!!! Agora, recebem a "conta"... Crianças mortas na lama, de uma praia qualquer... Além do dinheiro roubado, vocês tem SANGUE nas suas contas bancárias...
Temo por esta civilização conforme a conhecemos... Ela se dissolve... Ainda haverá tempo?
Lamento...
Beto Bernardo.
Image by Gabriela Ruic










sexta-feira, 4 de setembro de 2015

#Eu sou assim...

#Eu sou assim...



Sou como as estações do ano. Mistura de sensações, mistura de emoções, mistura de canções. De tempos em tempos me transformo. Certas vezes sou outono, silenciosa, observadora, perspicaz... Em outras sou inverno. Não fria, mas sim introspectiva, vivendo uma solidão que faz parte do aprendizado, vivendo um momento em que as folhas estão no chão e as lágrimas deslizam pelo meu rosto.

Quando finalmente estou na primavera, as flores que antes estavam escondidas começam a surgir. Lindos brotos verdes tão imaturos seguem em direção à luz.
Percebo que as lágrimas serviram para regar novos sonhos, novas perspectivas. E que apesar de ter perdido todas as folhas na estação passada, outras mais belas nasceram no lugar. Isso se chama Renovação. 
Deitada à luz do sol, sou completamente verão... Absorvo todo brilho que está à minha volta e uso a meu favor, iluminando o coração de quem amo e recebendo em troca belos sorrisos...
Não existe uma estação mais bela que a outra. Cada uma possui a sua melodia, o seu ritmo, as suas cores. Eu me permito viver cada uma, lembrando que todas elas estão reunidas em uma essência. Não importa quantas “metamorfoses ambulantes” minha vida sofra, minha alma será sempre a mesma. Essa é a maior dádiva: deixar-se renovar sem perder a raiz, aquilo que você realmente é.

Ana Carolina Moreno MaziniAqui