sexta-feira, 14 de março de 2014

14 de Março - Dia da Poesia




NO DIA NACIONAL DA POESIA, PARABENIZAMOS TODOS OS POETAS!
VIVA A POESIA!


Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...

Mario Quintana




PEDAÇOS DE MIM


Eu sou feito de
Sonhos interrompidos
detalhes despercebidos
amores mal resolvidos



Sou feito de
Choros sem ter razão
pessoas no coração
atos por impulsão



Sinto falta de
Lugares que não conheci
experiências que não vivi
momentos que já esqueci



Eu sou
Amor e carinho constante
distraída até o bastante
não paro por instante



Tive noites mal dormidas
perdi pessoas muito queridas
cumpri coisas não-prometidas



Muitas vezes eu
Desisti sem mesmo tentar
pensei em fugir,para não enfrentar
sorri para não chorar



Eu sinto pelas
Coisas que não mudei
amizades que não cultivei
aqueles que eu julguei
coisas que eu falei



Tenho saudade
De pessoas que fui conhecendo
lembranças que fui esquecendo
amigos que acabei perdendo
Mas continuo vivendo e aprendendo.


Martha Medeiros


Socorro...Estou triste♥♥Às vezes tudo se ilumina de uma intensa
irrealidade.

E é como se agora este pobre,

este único, este
efêmero instante do mundo

Estivesse pintado numa tela,


SEMPRE...


Mário Quintana



O caminho para Felicidade

Um homem perguntou a um sábio:
-Senhor, tu que és sábio, podes dizer-me o que é felicidade?
O filósofo respondeu:
-Nunca poderia dizer-te. Posso indicar-te apenas o caminho que te levaria até ela.
-Senhor, ficaria eternamente agradecido se fizesses este favor...
O homem em sua sabedoria disse:
-Pois bem:olha para frente! O que vês?
-Vejo o mundo senhor.
-Olha mais!
Concentrando sua atenção, falou:
-Vejo campos, serras, nuvens nos céus, bois pastando...
O sábio insistiu:
-Olha mais!
-Nada mais vejo, senhor. Palavra, não vejo nada mais do que te disse.
O filósofo, que entendia os limites da compreensão humana, respondeu:
-O segredo está em permitir que teu coração reconheça a felicidade naquilo que teus olhos vêem.

*** ****


5 comentários:

Calu B. disse...

Lindezas em profusão, estas que vc aqui nos presenteia, pela data, pela pena, pela fala de cada poeta(isa).Isto é voar em comunhão.
Um abraço,
Calu

Allê Monteiro disse...

O poema faz tudo isso com os nossos sentimentos...revira a alma!!!
Bjssssss...
Allê Monteiro

Augusto Sperchi disse...

Oi Allê! Vim conhecer o seu espaço, indicado pela Silvana Haddad e, eis que encontro belos poemas reproduzidos. É um deleite rever estes textos tão belos.
Um abraço e tenha bons dias!

Wictor Monteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Allê Monteiro disse...

Obrigada!!!
Amo poemas...é a alma falando!!
Abraçossssssss e agradeço pela visitinha!!!