sábado, 21 de junho de 2014

#MELHOR {amigo do homem}

#MELHOR {amigo do homem}



Fazia um tempinho que não assistia o Globo Repórter  mas ontem, esperei por ele com toda satisfação que possam imaginar.
Amo cachorros e não faço acepção de nenhum. Amo e pronto!
Sem muitos comentários!
Eles me encontram na igreja, no mercado, na porta da escola, me acompanham pela rua,...meu esposo pergunta: O que você tem?
_ Não sei!
Lembro-me quando ganhei a minha primeira cadelinha, Theka. Vivia numa cidade pequena, onde tinha poucos amigos e naquela época não tinha filhos, a casa era de  um tremendo vazio. Fui em buscar da Theka e foi a melhor das aventuras que já fiz.
Preencheu um vazio com tantas e inúmeras artes quando saíamos e fora a alegria que a casa passou a ter ainda mais. 
Não canso em dizer que ela foi a minha melhor terapia, hoje ela ela está com 09 anos e a queridinha de todos.

Olha ela aí na festinha de 08 anos


Cara de bagunceira!!!
Estava na casa de uma amiguinha, Mel!


 Sofá é com ela!!


Esperando o biscoitinho!!!


E de repente chegou para mim o Lobo, um boxe!
O cãozinho mais fofo...dele não posso falar muito por que meu coração fica apertado. Digo, que foi abandonado pelos donos e por mão de Deus nos encontramos e fomos felizes até que Deus levou-o para o céu dos cãozinhos 
 (é o que penso)

05 anos de muitas aventuras e  cada uma mais incrível que a outra.
Sofri muito com a partida dele.
Fizemos o enterro aqui perto de casa, jogamos flores, as roupinhas dele e a caminha. Meu esposo fez uma oração a Deus agradecendo pelo tempo que esteve conosco e pelas alegrias que trouxe para o nosso lar.
Te amo!

 Viveu conosco 05 anos
05 anos bem vividos!!


Na mesma semana que o Lobo foi para o céu apareceu no meu portão uma CADELINHA ABANDONADA.
Já podem imaginar?
Hoje está conosco há 03 anos a Meg.


Uma doçura, esse gatinho apareceu aqui e foi uma festa para a Meg!

Melhor companhia não existe, por que podemos está na pior que para eles somos sempre os melhores!
Em 2011 estive doente e a Theka foi a minha companheira de todas as horas, em nenhum momento me deixou sozinha na cama, o amor era notório e como é até hoje.
A Meg?
Sofreu tanto na rua que não sai do portão para fora de maneira alguma, podemos chamá-la quantas vezes for necessário mas, observa de longe.

Está aqui um pouco da minha contribuição e homenagem aos meus bichinhos!!

Uma rosa para você!
















Um comentário:

Kaka Stelê disse...

Nossa Allê foi lindo né? Eu me emocionei do começo ao fim, foi um programa maravilhoso, é muito bom encontrar pessoas como você nesse mundo, parabéns viu!

Um super abraço!